Siguenos en la red:

FacebookFacebook TwitterTwitter Geosilex en LinkedIn

Selección de idioma: Español . Français . Português . English

anterior siguiente

8 Solicitações máximas

para um material de construção sustentável ideal

4. Não gerar resíduos nem derrames tóxicos no processo de fabricação.

A política de desenvolvimento sustentável da União Européia exige uma maior eficácia nos processos industriais, um tratamento integral do conceito de poluição e uma análise do ciclo de vida dos produtos. O 6º Programa quadro estabelece cada vez maiores responsabilidades do produtor sobre os riscos de contaminação.
Livro Verde, de 7 de fevereiro de 2001, sobre a política de produtos integrada
“A estratégia proposta precisa a participação de todas as partes interessadas em todas as esferas de atuação possíveis e ao longo de todo o ciclo de vida dos produtos. É preciso promover o design ecológico entre as empresas para que os produtos do mercado sejam mais respeituosos com o meio ambiente"

Na UE, para regular o correto tratamento dos resíduos, tem-se evoluído desde as primeiras políticas, que eram centradas no tratamento de resíduos, até as atuais políticas que insistem em começar dando soluções com um bom design dos produtos.
Estratégia Comunitária sobre Resíduos.

A Estratégia reflete as linhas mestras da política comunitária sobre resíduos, e é baseada nos seguintes princípios gerais:

  • Hierarquia de opções nas operações de gestão dos resíduos. Será prioritário evitar ou reduzir ao máximo a geração de resíduos. Os resíduos assim gerados deverão ser reutilizados ou reciclados respeitando o meio-ambiente. Como último recurso se focalizará a eliminação dos resíduos.
  • Será necessário dispor de uma rede de infra-estrutura adequada que garanta a eliminação final dos resíduos.
  • Sempre que for possível deverá ser reduzida a quantidade e a toxicidade dos resíduos destinados a vazadouro, facilitando operações ou processos prévios ao depósito.

A comunidade autônoma que mais gerou resíduos perigosos em 2007 foi Catalunha com um 24,8% do total nacional, seguida do País Vasco com un 14,0%.

Castela e Leão foi a comunidade autônoma que gerou mais resíduos não perigosos no ano 2007, com um 48,4% do total. Galiza ocupou o segundo lugar, com o 8,7% do total nacional. Nota de imprensa do INE. 29 de julho de 2009.

 

A totalidade do fluído sobrante gerado na fabricação de GeoSilex® é reutilizado como vitrificante que aumenta a resistência mecânica e reduz a absorção de água dos tijolos tornándo-os mais resistentes às geadas e à fadiga.

“A adição de pequenas quantidades de carbonato de cálcio (por debaixo do 5 %) na argila usada para produzir tijolos cozidos incrementa sua resistência à compressão numa faixa entre o 40-50%.” DRA. ARQ. DANIA BETANCOURT CURA (CUBA), DRSC. ING. FERNANDO MARTIRENA HERNÁNDEZ (CUBA), DR. ROBERT DAY (CANADÁ), MSC. ING. YOSVANY DÍAZ (CUBA)

A localização da planta de recuperação dos resíduos com os que se fabrica GeoSilex® é uma das características determinantes de seu processo de fabricação. Com a finalidade de encontrar uma aplicação direta dos resíduos gerados na fabricação, a Trenzametal chegou a um acordo com a Cerâmica Acústica que proporciona muitos benefícios para ambas as partes. 

A planta de GeoSilex® é situada dentro do recinto desta indústria cerâmica, permitindo assim o aproveitamento total e direto dos sobrantes sólidos e líquidos como aditivos nas pastas de argila atribuíndo-lhes uma maior qualidade.

 

Materiales para arquitectura activa frente al CO2

Mapa do site · Política de Privacidade · · Contato